Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2017

Das coisas que me fazem confusão

Chamem-me insensível ou digam que tenho mau feitio (tenho os meus momentos, bem sei), mas não consigo compreender aquelas pessoas que só não passam a segurança do aeroporto (com os familiares ou amigos que vão viajar) porque não podem.
O que chamar a isso? Na minha humilde opinião: masoquismo.
Agradeço à pessoa que teve a ideia de implementar a medida dos [apenas] 10 minutos grátis na entrada do aeroporto, porque assim é da maneira que tenho motivo para dizer "Não vais ficar aqui, a pagar uma pequena fortuna em parque, só para esperares que eu vá embora."
Prefiro milhões de vezes ficar sozinha no aeroporto, mesmo que esteja mais de uma hora por ali a vaguear (não faltam lojinhas e cafés para passar o tempo), do que ficar com companhia e depois começarem os choros e abraços.
Não. Isso é que não.
Honestamente, eu até acho que as pessoas que partem têm a mesma opinião que eu, mas não dizem aos familiares para não os magoarem. E é aqui que entra a minha insensibilidade: mesmo q…

Matar as saudades

De repente, dou por mim a comprar viagem para ir a Portugal daqui a uma semana. Já estava nos meus planos ir uns dias a Portugal (até porque preciso trazer alguma roupa para a Primavera), mas a verdade é que não planeava que fosse tão repentino.
Se, por um lado, estou contente por ir matar algumas saudades das minhas pessoas, por outro lado, o principal motivo que me leva a esta viagem não é bom.
A minha madrinha, aquela que é como uma segunda mãe para mim, a pessoa que a "substituiu", não está bem. O facto de se prever o pior, leva-me a ir a Portugal antes do que previa, para poder estar um bocadinho com ela.
A merda do cancro já me levou a minha mãe. Agora, ameaça levar a minha madrinha.
Pessoas que merecem o melhor, sofrem horrores. Que sentido isto faz?