Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2016

30.09.2016, factos sobre mim

Em tempos, tive outro blog (já com uns anitos), que acabei por fechar porque não tinha grande coisa para dizer. Não é que agora eu tenha algo de jeito para dizer, mas a saudade bateu forte e lá criei este pequenote.
Pelo outro blog, eu tinha começado uma "rubrica" (só para parecer que era um blog com milhares de visualizações diárias) muito Daniel Oliveira style. Consistia em enumerar coisas que gosto e não gosto. Lembrei-me disso e achei que seria giro fazer isso aqui. Portanto, de vez em quando vou tentar deixar por aqui algumas factos sobre mim.

GOSTO DE:
Sol. Rir até que a barriga doa. Abraços. Canela. Ler num jardim. Girassóis. Inventar na cozinha. Maquilhagem. Café. Que mexam no meu cabelo.

NÃO GOSTO DE:
Mentiras. Que falem de mim e da minha vida nas minhas costas. Favas. Inveja. Rosas. Passar roupa a ferro. Pessoas que se acham mais importantes que os outros. Dias cinzentos. Abelhas. Nabiças.

28.09.2016, uma vida a acumular

Nos últimos tempos, tenho andado em arrumações sérias por casa.
Comecei pela roupa. Não sei se vocês também são assim, mas tinha ali umas caixinhas com roupa que já não vestia há bastante tempo porque "agora não serve mas pode ser que um dia volte a ficar bem" ou "já não é muito o meu estilo mas está praticamente nova e pode ser que eu volte a usar isto". Todos os anos dou uma volta à roupa, mas mantenho mais do que aquilo de que me desfaço. Desta vez foi diferente: só fica o que realmente uso! Meus amigos, foram sacos e sacos de roupa! Mais precisamente: 15 sacos! Como não tenho contacto nem conheço ninguém que necessite e possa aproveitar a roupa, levei os sacos para aqueles contentores onde depois distribuem por associações a roupa que ainda estiver em condições.
Há uns tempos, já tinha feito o mesmo com malas e calçado. Mas a roupa foi escapando sempre.
Eu sou daquelas mulheres que sofre de um mal crónico: nunca tenho roupa suficiente. Comparativamente com alg…

26.09.2016, TAG - de tudo um pouco

Imagem
Oba oba! Fui nomeada pela Ellie para responder a uma TAG, por isso aqui vai! :)

Regras: Responder a todas as perguntas.Indicar, no mínimo, 11 blogs com menos de 500 seguidores.Colocar a imagem da tag.Colocar o link de quem te nomeou.
1. Qual o estilo de música preferido?
Uuuiiii pergunta difícil! Ouço de tudo um pouco, dependendo do meu estado de espírito. Se tenho dias em que só me apetecem ouvir músicas mais calminhas (ou "músicas de fossa", como eu gosto de lhes chamar), noutros dias quero ouvir músicas que me façam dançar. Tanto ouço música clássica, como saio com os amigos e divirto-me imenso com as kizombas e latinadas que agora são moda. Já para nem falar que sou fã assumidíssima do mestre Quim Barreiros! Ahah! Provavelmente, os únicos estilos de música que não me cativam minimamente são techno e heavy metal. Estes é que não ouço, em circunstância alguma.

2. Qual a sua peça preferida?
Neste momento, talvez o vestido que levei ao casamento do BFF. A verdade é que ainda n…

23.09.2016, enquanto meio mundo chora o fim de brangelina....

... eu sinto um enorme pesar pelo fim do casamento de Ana Malhoa e Jorge Moreira!
Será que a Anocas vai deixar o tropical urbano style, para dar lugar a uma Adele amargurada? Vou estar atenta.

Nota: Post com elevado teor de sarcasmo.

21.09.2016, se eu fosse rica...

Imagem
... perdia a cabeça com uma marca portuguesa que, cada vez mais, dá que falar: a Josefinas Portugal.






Adoro, adoro, adoro! São peças tão queridas e tão "menineiras"... a minha cara!

E é tão bom ver que se fazem coisas lindas e de óptima qualidade em Portugal, que começam a ser cobiçadas um pouco por todo o mundo... :)

19.09.2016, poderia ter sido dito por mim

Imagem
Nunca vos aconteceu estarem a ver um filme ou uma série e vocês se identificarem com uma determinada cena ou história? A mim já. Assim, de repente, lembro-me de uma cena de Grey's Anatomy (já antiga) que parecia ter sido escrita para mim. Há dias, voltei a ter um desses momentos.
Comecei a ver The Catch (outra série que me prendeu desde o primeiro episódio e que aconselho todos a verem) e, logo no segundo episódio, a protagonista disse algo que eu própria já disse demasiadas vezes.
(perdoem a falta de qualidade de imagem, mas foi a foto possível, tendo em conta que estava a ver na tv)
Porque, apesar de já ter passado tempo mais que suficiente (????) para esquecer e deixar para lá, parte de mim ainda não se libertou de algo ou alguém que foi óptimo durante um período de tempo mas que, na verdade, não passou de uma mentira. E se o facto de nada daquilo ter sido verdade poderia tornar mais fácil o esquecimento, acho que tem precisamente o efeito oposto.
Mas já foi mais difícil, já cu…

14.09.2016, das séries

Imagem
Eu sou mestre em colocar 1001 coisas em stand by, porque nunca tenho tempo para ver e fazer tudo o que gostaria. Um dos casos mais óbvios diz respeito às séries. Vou ao meu perfil do TVShow Time e sou capaz de ter lá tantas séries que ainda não comecei a ver, quanto aquelas que já foram iniciadas.
Uma que já lá estava há algum tempo, à espera que eu tivesse a decência de lhe dar alguma atenção, era How To Get Away With Murder. Um dia destes estava com a tv ligada e vi que ia começar a dar desde o primeiro episódio, no AXN. Ora, programei logo a gravação da série e assim já poupo o trabalho de me meter em piratarias para ver a série.
Mal comecei a ver a série só me ocorreu um pensamento: "Isto é tão bom! Por que raio é que ainda não tinha começado a ver?". Tenho-me controlado e decidi ver ao ritmo a que passa na tv (2 episódios por dia). Assim, quando tenho tempo, vou vendo outras séries pendentes no pc.

Para quem nunca viu (e não sabe o que está a perder), How To Get Away W…

12.09.2016, sabes que estás a ficar crescida*...

... quando compras o teu primeiro creme hidratante anti-idade.
O próximo passo, que preciso mesmo e com alguma urgência: um creme anti-rugas para o contorno dos olhos (sim, neste caso, não basta um anti-idade).

*mas sempre com o meu arzinho de menina! Eheh

08.09.2016, experiências culinárias

Imagem
Gosto de cozinhar, mas não por obrigação. Se tenho de cozinhar por obrigação, perco toda a vontade e acabo por fazer coisas totalmente banais. Tirando essas situações, gosto de ir experimentando coisas diferentes e inventar um pouco com o que tenho por casa.
Esta receita não foi uma estreia. Já tinha feito uma vez e, como correu bem, decidi repetir. Apenas aumentei as quantidades, porque fiz numa forma maior. Se procuram um bolo sem culpa, têm aqui uma óptima opção!


Bolo de banana e maçã sem açúcar (Yeah, that's right! No sugar!)
4 bananas bem maduras 4 maçãs 4 ovos grandes 3 chávenas de flocos de aveia 1 1/2 colheres de sopa de fermento em pó canela q.b.
Coloquem as bananas, as maçãs e os ovos num liquidificador, até obterem uma mistura homogénea. Adicionar os flocos de aveia, o fermento e a canela e voltar a misturar. Se quiserem sentir um pouco a textura dos flocos de aveia, não necessitam de misturar muito tempo, basta uns segundinhos.
Levar ao forno a 170/180ºC, durante 45 m…

05.09.2016, munique

Imagem
Tal como prometido, venho mostrar-vos alguns dos sítios por onde andei, enquanto estive em Munique. Como foi a segunda vez que lá estive, aproveitei para conhecer outros sítios, um pouco mais deslocados do centro da cidade.



Enquanto lá estive, o tempo nem sempre foi de verão (apanhei uns quantos dias de chuva), mas quando o calor se fazia sentir, todos aproveitam ao máximo. Esta foto foi tirada numa das margens do Rio Isar, onde muitas pessoas aproveitam para apanhar sol e se refrescarem naquela água bem gelada. Ao fundo, a Igreja de São Lucas.




Num dos fins de semana fui até Dachau, uma cidadezinha a norte de Munique, para o Dachauer Volksfest. Estas festas são uma espécie de festas de aldeia em versão alemã, e muitos vão vestidos a rigor. Basicamente, são versões mini do Oktoberfest. Naquele dia acabei por andar só pela festa e depois fui ver o palácio que ficava perto. No entanto, Dachau é muito conhecida por ter o primeiro campo de concentração que foi construído pelos nazistas. N…

31.08.2016, de volta a terras lusas

Olá olá!
Após mais de três semanas, cá estou de volta a Portugal.
A estadia por Munique correu muito bem. Aproveitei para conhecer zonas da cidade que ainda não conhecia, um pouco fora do centro. O São Pedro alemão esteve um pouco bipolar, mas fui presenteada com mais dias de sol do que de chuva.
Tenho 1001 coisas para tratar, mas vou ver se me vou actualizando por aqui e, entretanto, nos próximos posts mostro-vos alguns dos sítios por onde passei e falo um bocadinho mais da cidade.