Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2016

23.07.2016, dizem que é hoje

Imagem
Hoje deveria ser considerado o melhor dia de sempre porque foi o dia em que um ser espectacular *cof* nasceu. Isso mesmo! EU! Ahah!
Se, por um lado, adoro fazer anos no verão, por outro é uma chatice no que toca a festejos. Por esta altura meio mundo já foi de férias (ou está a ir) e esse é o principal motivo para eu festejar aniversários com uma periodicidade equivalente à dos anos bissextos. Contudo, este ano consegui juntar uns amigos e vou aproveitar para socializar e rir muito, de preferência!
Quanto à idade... Bem, temos duas perspectivas diferentes:
  ou

(Acho que prefiro o segundo cenário :D)


11.07.2016, uma fome que não se mata, alimenta-se

Imagem
Sim, eu era uma daquelas pessoas que nem sequer acreditava que a Selecção iria conseguir passar da fase de grupos do Euro 2016. Via os jogos e não conseguia ver um futebol que nos levasse longe. Oh como eu me enganei! E como eu gosto que me contrariem com esta felicidade!
Nunca gostei muito dos franceses (generalizando, vá). Acho que são um povo arrogante, com a mania que são superiores a todos. Depois de tudo aquilo que andaram a dizer nas últimas semanas, já estava com um certo ódiozinho acumulado. Eu acreditava que Portugal conseguiria vencer, mas não tomava por certo. A bola é redonda e, muitas vezes, o futebol é uma questão de sorte.
Quando lesionaram o Cristiano Ronaldo e fizeram com que ele não pudesse terminar a final a jogar, senti que estava ganho. (E, como já disse aqui, eu não sou propriamente fã dele, mas a verdade é que ontem foi um verdadeiro capitão) O que os franceses não sabiam é que nós, portugueses, quando espicaçados, unimo-nos como nunca e ganhamos força que mui…

05.07.2016, o balanço

Como já tinha falado por aqui, no final de junho terminaria o estágio profissional que estava a fazer. Numa das reuniões mensais do meu departamento, combinámos um almoço no meu último dia e um sunset pós trabalho.
Andei durante umas semanas a desejar que não estivesse demasiado sensível por aqueles dias (felizmente, o meu último dia não coincidiu com a TPM, senão haveria de ser lindo de se ver).
A meio da tarde, ao falar com o colega que ficou responsável por depois entregar o meu tag (o cartão que permite abrir as várias entradas na empresa) nos recursos humanos, ouço um "Amanhã vai custar olhar para o lado e ver a secretária vazia"... O que é suposto dizer, nestas alturas, sem me desfazer em emoções? Como não sei, não lhe consegui responder.
No final do dia, uma colega não podia ir connosco para o sunset e foi a primeira despedida. Foi aquela pessoa que andava há mais de uma semana a dar-me abraços aleatórios e a dizer que gostava muito de mim (não fazem ideia como estas…