11.04.2016, coisas que me deixam com os nervos em franja #2

Se há algo que me tira do sério, é a atitude de “eu tenho todos os direitos e mais alguns porque pertenço à 3ª idade” que certas pessoas têm.

Por exemplo, pensarem que os lugares reservados para grávidas, deficientes e pessoas com crianças ao colo, também estão reservados para eles. Se não estiver ninguém que se insira num daqueles grupos, tudo bem. Nem eu me importo de ceder o meu lugar (não prioritário), pelo contrário. Mas já assisti (mais que uma vez) a situações em que entravam mulheres com bebés ao colo ou grávidas, e essas pessoas não tinham a decência de ceder o lugar. E acreditem que, nesses casos, não era pessoas que se encontravam fragilizadas e que teriam alguma dificuldade em se manterem de pé. Eram pessoas que tinham bastante genica, porém com pouco ou nenhum respeito pelos outros.

Há dias, vi um casal de idosos a estacionar o carro num lugar reservado a deficientes. O único lugar que existe numa rua onde costuma ser difícil estacionar. E fizeram questão de estacionar onde não deviam, para quê? Para ficarem à portinha do café. Juro que faltou pouco para lhes perguntar pelo cartão de estacionamento para deficientes, mas preferi nem dizer nada porque já sabia que ia ser para me chatear. E, mais uma vez, eles saíram do carro e caminhavam com bastante vigor, por isso podiam perfeitamente ter deixado o carro mais longe e andar um pouco a pé. Aposto que se lhes tivesse dito alguma coisa, eles ainda iriam ripostar cheios de razão.

Acredito e compreendo que, a partir de uma certa idade, as pessoas tenham mais alguma dificuldade em se movimentarem e se cansem mais rápido. E quanto a isso, não tenho qualquer problema e, no que puder, ajudo. O que me revolta é mesmo a atitude que algumas pessoas têm. Desde situações como as que descrevi, a passarem à frente nas filas (talvez se tivessem a educação de pedir se as pessoas não se importam que eles passem à frente, veriam que correria melhor), a serem rudes e mal-educados com alguém que lhes chama a atenção por fazerem algo que não devem… Tiram-me do sério.

Pertencer à 3ª idade não dá direito a poderem fazer tudo e passar por cima de todos só porque sim. Pessoas com uma vida de experiência, deveriam ter mais respeito pelos outros. Felizmente, não são todos assim. Mas, várias vezes, os jovens inexperientes demonstram que têm mais respeito pelos outros.

Comentários

  1. Muitos idosos acham mesmo que podem fazer tudo. Nas filas do supermercado, então, é só vê-los a passar à frente das pessoas; para isso já têm pernas, contrariamente ao que fazem quando estão nos corredores. Ficam precisamente no meio, parados, e fazem má cara quando alguém tenta passar por eles.

    Nos autocarros também é a mesma coisa: uma pessoa pode estar meia hora à espera e eles chegarem dois segundos antes do veículo aparecer que tomam logo a dianteira. Já notei igualmente que eles "marcam" lugares específicos no autocarro e que ficam a olhar-nos rudemente quando estamos no lugar que eles querem, mesmo que 99% do autocarro esteja vazio. Mete uma raiva que nem lembra ao Diabo.

    O mais irónico disto tudo é que adoram falar (ou melhor, berrar) que os mais jovens são uns mal-educados quando eles próprios faltam ao respeito descaradamente.

    Desculpa pelo testamento, mas identifiquei-me tanto com o teu texto que tive de desabafar 8D

    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, é mesmo isso. São precisamente os que criticam os jovens que têm este tipo de atitudes. Chega mesmo a revoltar ver estas coisas.

      Eliminar
  2. Mas essas pessoas não são assim por estarem na 3ª idade. São assim porque sempre foram umas bestas sem civismo.
    Eu passo-me com gente que estaciona nos lugares para deficientes, bem como os camelos que ligam os 4 piscas e vão beber café. Dá vontade de pegar num ferro e partir-lhes os vidros do carro e a segui abrir-lhes a cabeça, a ver se entra alguma coisa de útil.
    Ao meu lado mora uma velha que teve uma cadelinha fechada numa marquise, até morrer. Nunca vi aquele animal na rua, porque a dona dizia que não a podia levar a passear. No entanto, a porca da velha ia quase todas as manhãs para o centro de saúde conversar e passava as tardes no quiosque, a pôr a conversa em dia.
    Na fila do supermercado já não deixo passar as velhas, porque chegam à caixa e lembram-se de ir buscar mais um pacote de bolos para estragar os dentes aos netos e nós ficamos ali à seca.
    Eu já não sou muito jovem, mas apesar das doenças que já me quiseram "levar", só desisto de andar a pé quando já não puder. É das coisas que mais me preocupam, é um dia deixar de poder andar e pensar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não disse que é algo que só acontece com a 3ª idade. Apenas me foquei neles, porque são os que normalmente apontam o dedo a dizer que os novos não respeitam ninguém e porque se acham no direito de fazer tudo por causa da idade. Como escrevi no post, felizmente não são todos assim, mas há muitos que o são...

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

O língua alemã e as suas declinações

A minha carteira até chora

19.09.2016, poderia ter sido dito por mim