28.03.2016, e tu, separas?

Durante muitos anos nunca se separou o lixo em minha casa. Se não me engano, eu já estava na faculdade quando o começamos a fazer. Não sei se terá sido por estar num curso ligado ao ambiente que acabei por insistir mais neste assunto e todos em casa começaram a separar o lixo. E só não faço compostagem porque moro num apartamento e não tenho um sítio ideal para colocar o compostor.

Quando vou a casa de alguém, onde não fazem a separação do lixo, faz-me imensa confusão colocar plástico/metal, papel ou vidro no lixo comum. Já tenho este hábito tão entranhado em mim, que quase tenho vontade de guardar aquilo comigo para depois colocar no ecoponto.

Eu acho que as pessoas que misturam todo o lixo não têm a noção do quão fácil é fazer a separação. Normalmente olham para isso como algo que só dá trabalho e “depois eles juntam tudo nos camiões”. Pois não sabem do que falam. Sim, costuma ser o mesmo camião que faz a recolha dos ecopontos e PARECE que misturam tudo. Mas nem sempre aquilo que parece é. Esses camiões estão divididos por dentro, para permitir que o mesmo camião possa recolher tanto as embalagens como o papel. O que recolhe o vidro já costuma ser outro. Por isso já está mais que na hora de perderem essa ideia de que a reciclagem é algo inútil. Não é. Para além de ajudarmos o ambiente e produzirmos menos lixo que vai ser depositado em aterros, também estamos a contribuir para a criação de postos de trabalho. Desde postos de trabalho na fase da triagem, até à fase da transformação do lixo separado em novos materiais.

Felizmente tenho notado que este tem sido um tema bastante debatido nas escolas. As crianças habituam-se desde cedo a separar o lixo e depois chegam a casa e “ensinam” os pais a fazer o mesmo. Enquanto os adultos são teimosos e nem sempre estão abertos a mudanças, as crianças adaptam-se facilmente. Daí que concordo que se invista na educação ambiental desde cedo. Há pequenos hábitos que podem fazer muita diferença.

Por isso, se ainda não fazem a separação do lixo em casa, experimentem. Vão ver que não dói nada e até se vão sentir melhor! ;)

Comentários

  1. Sou sincera, não separo pela simples razão que moro numa zona rural, em que temos apenas o típico caixote do listo grande, verde horroroso e levámos anos de luta com a câmara para nos colocarem um caixote na rua por ser no meio do campo. Mas mesmo no meio do campo, existe por lá várias casas e cada casa conta, certo? Se houvesse um ecoponto perto sem dúvida que separava mas o ecoponto que temos é na cidade a uns bons km's.

    ResponderEliminar
  2. Confesso que não separo o lixo, mas a minha casa é tão pequenina que não tenho espaço!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

O língua alemã e as suas declinações

A minha carteira até chora

Baby steps