18.03.2016, objectivo: ser saudável

Uma das minhas resoluções para este ano (vá, a única resolução a sério) foi começar a mexer-me e aplicar-me na reeducação alimentar.

Quando à alimentação, já tinha começado ainda no ano passado. Mudei alguns hábitos e comecei a pensar melhor e a planear as minhas refeições. Mas foi em janeiro que me inscrevi num ginásio e decidi que tenho que levar isto mais a sério.

Para mal dos meus pecados, um dos meus grandes defeitos é a preguiça. Não sou a maior preguiçosa à face da Terra, mas sou suficientemente preguiçosa para fazer menos do que deveria. Tenho levado as idas ao ginásio direitinhas, mas há semanas mais complicadas que outras. Há semanas em que só me apetece comer 1001 porcarias e ficar na cama (principalmente se for um daqueles dias de chuva torrencial). Coincidência, ou não, isto costuma coincidir com a maldita TPM. Se normalmente vivo bem sem chocolates e outro tipo de bombinhas calóricas, nesses dias eu só tenho vontade de comer tudo aquilo que não costumo comer: chocolates, gomas, batatas fritas, salgados, bolos… Uma desgraça! Nem eu sei como é que, às vezes, consigo controlar estes apetites. Mas, outras vezes, lá acabo por ceder à tentação. O nutricionista já me disse que não há como fugir à TPM. Algumas mulheres não são afectadas por nada disto, mas outras sim. Eu apenas tenho que tentar conter estas vontades ao máximo e optar por opções mais saudáveis, dentro dos desejos malditos. Se me apetecer chocolate, opto por chocolate negro com elevada percentagem de cacau (facílimo, até porque é o chocolate que prefiro). Quanto às gomas, faço as minhas próprias gomas sem açúcar e ficam óptimas! Batatas fritas e salgados, é mais difícil substituir mas, dentro das porcarias que às vezes me apetece comer, são aquelas que consigo evitar sem grande dificuldade. Quanto aos bolos, substituo por umas panquecas ou um bolo caseiro com os ingredientes controlados.

Como me conheço bem, quando decidi mudar os meus hábitos, fi-lo com a consciência de que será algo gradual e que levará o seu tempo. Já fiz algumas dietas, em que perdia uns bons quilos em pouco tempo, mas depois voltava a ganhar aquilo que perdia. Por isso não quero dietas. Quero levar uma alimentação que me permita comer de tudo um pouco, de forma saudável. Quero poder sair para jantar sem ficar com pesos na consciência por ter comido algo mais que uma salada ou uma sopa. Quero uma mudança que será para ficar, e não algo temporário. Por isso não ando a controlar o meu peso às gramas, nem estipulei um prazo exacto. O meu objectivo será chegar ao verão a sentir-me bem comigo, mesmo que ainda não tenha atingido o peso final que quero.

Quando o bom tempo começar a ser mais certo, tenciono combinar as idas ao ginásio com umas corridas ao ar livre. Para já, fico-me só pelo ginásio. E torço para que o meu organismo colabore comigo!

Comentários

  1. Muita força... eu fiz o mesmo durante uns meses mas desmotivei!

    ResponderEliminar
  2. O meio que nos rodeia, tem muita importância. Quando tudo corre bem, a dieta e o exercício vai-se cumprindo. Quando as coisas começam a "azedar", quando estamos sob stress, o primeiro ataque é ao frigorífico. xD

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

O língua alemã e as suas declinações

F*ck what they say

A minha carteira até chora